Atendimento

Presencial e Online

contato@lilianalencar.com

Fale conosco

Portugal

R. Rodrigues Sampaio - Lisboa

Apego Emocional: O Amor que Aprisiona

Apego Emocional: O Amor que Aprisiona

Você sabe o que é apego emocional? Quando me refiro ao apego, não falo apenas do apego a coisa material, ok? Mas sim, da nossa maneira de sentir.
Quem nunca viveu alguma experiências assim, não é?

Talvez  você  já comece a perceber que o apego pode estar muito mais presente em sua vida, do que você imagina. Nesse artigo eu vou te mostrar o que fazer para se libertar da dependência emocional.

Continue comigo

1- Apego emocional X Dependência Emocional

Primeiramente, vamos pensar sobre o que é o apego emocional e até onde ele é saudável.

O apego emocional é o sentimento de afeição afetiva que se estabelece com algo ou alguém. Isso é normal e da natureza humana. Ter o apego a um animal de estimação NÃO FAZ MAL, por exemplo. Tampouco um apego a um companheiro ou companheira, um objeto pessoal.

Veja, se estamos compreendendo que apego é um sentimento e afeição, então o que faz mal é viver EM TORNO disso. Não o apego em si.  Para deixar mais claro, veja o seguinte exemplo:

Imagine que a Maria não consegue viver sem o João, seu marido. Para onde ele vai, ela precisa saber tudo e até mesmo ir também. Ela não consegue ficar um dia sem falar com ele. Se sente sem vida própria quando não está com João ou envolvida com a vida pessoal dele. Agora, eu te pergunto, será que essa relação é saudável?

Se sua resposta for, tudo em nome do amor. Minha dica é: Cuidado!!
Continuando ainda nesse exemplo. Imagine que o João precisa viajar por urgência familiar e Maria não possa ir.

Como o emocional de Maria vai ficar sabendo que não poderá ir?

Percebeu o que quero dizer? Ser apegado não é o problema, ser apegado sem limites é que é. Chamo isso de dependência emocional. Veja que uma coisa é apego, outra é a dependência emocional que isso causa.

No verdadeiro amor não texiste dependência, mas sim sentimento bom e em equilíbrio.Portanto, é importante conhecer seu nível de apego pelas coisas e pessoas. Quando o apego ocorre de forma exagerada, nossa vida deixa de fluir naturalmente. Afinal, estamos em dependência e não em afeto.

 

2- Por que é Importante Deixar que Tudo Flua na Vida?

É importante saber que tudo que gera dependência nos afasta de uma viva que flui e, portanto, da sua prosperidade.

Quando dependemos em profundo grau emocional de algo ou de alguém, nunca vivemos nossa vida real. E isso faz mal ao corpo e a mente, ou seja, para a sua saúde como um todo.

Queridos, uma vida baseada em outra pessoa ou coisa, como foco principal irá verdadeiramente te tirar de si mesmo.

E quando me refiro a si mesmo, me refiro a sua real essência interior. Relacionar-se é uma coisa, outra é depender. Portanto tudo só pode fluir bem indo de acordo com a sua essência.

Essência é você muito mais conectado consigo do que com algo fora de ti.Não existe uma vivência leve, por meio de dependência. Se você sente que isso é impossível, revise.

Você deve estar vivendo uma vida estagnada em alguma área. Solte o que precisa ser solto! Simplesmente deixe fluir. Quando desapegamos a nossa vida flui mais.

Lembre-se, apego é afeto e apego exagerado é dependência emocional.


3- Pratique a Lei do Desapego

Deepak Chopra fala sobre isso. Ele chama de A Lei do Desapego ou Lei do Distanciamento. Para ele, o apego talvez seja uma das leis mais difíceis de serem postas em prática.

Isso porque considera que o apego é algo que vem de longos anos, que está enraizado na nossa existência.

Eu acredito fortemente que quando você se sintoniza consigo mesmo, passa a se conectar com o Universo. E portanto as demais conexões ficam mais em equilíbrio.

Passo 1: para o desapego é fazer uma escolha consciente.

Assim, comece com a consciência de algo que você deseja tirar o seu controle e experimentar a leveza do resultado. Consciência é a palavra aqui.

Só de você dar esse primeiro passo, já será uma conquista e tanto.  Ao fazer uma escolha consciente, um desejo de aprender e mudar está “acionado”.

Passo 2:  passo. O segredo aqui é não controlar o pensamento ou o resultado de qualquer coisa.

E iniciei o processo de sentir cada sensação dessa etapa. Assuma o que sentir.

Passo 3: é seja honesto consigo sobre tudo o que sentiu durante o processo. Por exemplo: “senti que sou apegada a um brinco porque ganhei de minha avó que já faleceu. Senti que preciso chorar a morte dela que um dia eu não chorei como eu queria ter chorado”.

Portanto, assumir as sensações aqui é o foco.

Passo 4:  é sentir as sensações de alívio do que você soltou e se permitir comemorar. Isso mesmo, comemore uma vitória sua, essa etapa não deve ser ignorada. 


4- Para finalizar…

Minha dica final aqui é: reflita se você já deu o seu melhor. Então pare e respire.

Perceba o esforço que está fazendo sem necessidade. Desapegue daquilo que não mais está em suas mãos. Solte e deixe fluir.

Além disso, procure entender o que você deseja verdadeiramente. 

Agora é mão na massa. Pratique a lei do desapego e garanta mais fluidez na vida e, consequentemente, mais prosperidade.

Um abraço apertado da Lih!

*FOTO : Créditos para o fotógrafo @rferreirashots para a foto principal desse artigo, feita em Vienna na Austria.




Picture of Lilian Alencar
Lilian Alencar é apaixonada pelo saber e criadora do Método Mente-Livre, revigorou seu blog para desafiar-se e poder contribuir com quem gosta de ler. Defensora incansável da proteção à infância e acredita profundamente na leveza das relações, com parcerias transparentes e sem barreiras de rivalidades entre homens e mulheres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Links Úteis

Localização

Lilian Alencar | Todos os direitos reservados , onde é  expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte sem autorização expressa de 2463000700156 

  | Copyright ©2024 | Feito com muito carinho por nós para chegar até você ♥ 

Esse site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência por aqui. Clique aqui para saber mais.